Sexta, 12 de julho de 2013 às 16:00

Mini Top Model - Dannyel Parede

Mini Top Model - Dannyel Parede

Dannyel Parede

Hoje vamos conversar com Dannyel Parede, modelinho que não tem nem uma década de vida, mas já tem mais “anos de carreira” e “trabalhos no currículo” que muito adulto por ai!

Ele é lindo, carismático e simpático. Precisa de mais?! =D

Vamos a nossa entrevista!

Fashionini: Nome e idade do modelinho?

Léia: Dannyel Parede, 9 anos.

Fashionini: Quais os tipos de trabalhos que ele faz?

Léia: Ultimamente, já mais maduro, faz de tudo. Mas no começo só gostava de fotografar e aos poucos foi pegando gosto de interpretar. Hoje, pego ele no espelho fazendo caras diferentes (chorando, rindo, triste e etc) para treinar para os testes e futuros trabalhos (risos, chega ser até hilário).

Fashionini: Nome da Mamãe ou Papai que acompanha nos trabalhos?

Léia: Léia Parede, assumidamente mãe coruja. =D

Fashionini: Quando foi que tudo começou? Qual era a idade do Dannyel? Qual foi seu primeiro trabalho?

Léia: Danny começou com quase 6 anos, com uma pergunta simples no antigo Orkut para uma agência, a qual não se interessou pelo perfil do meu filho (risos). Mandei fotos dele para outras agências que logo começaram a chamá-lo, achei no começo muito estranho, mas não me cobraram nada, então agencie. E logo vieram os testes, e depois de uma semana seu primeiro trabalho. Foi uma foto para a Magazine Luiza – Campanha de Natal, pela agência Fifikids. Logo depois já foi aprovado para gravar seu primeiro comercial, para o Danoninho Ossos Fortes, pela agência Typos. E não parou mais, graças a Deus!

Fashionini: Quantos trabalhos ele já fez?

Léia: Nossa, boa pergunta! No começo até contava, mas hoje já não conto mais... Mas sei que foram inúmeras campanhas, catálogos, comerciais, desfiles e editoriais de moda.

Fashionini: Como fazer para conciliar a agenda de trabalhos com a escola?

Léia: Danny estuda em tempo integral, na mesma escola desde de bebê. Quando ele falta, a professora repõe a matéria no outro dia. E quando tem teste, pego ele na parte da tarde, pois também tenho que conciliar com meu trabalho.

Fashionini: Qual foi o trabalho predileto dele?

Léia: Na verdade, meu pequeno não se apega em ver os trabalhos prontos. Ele gosta mesmo de interagir com as pessoas, brincar com as crianças, fazer aquela “bagunça” no dia do trabalho. Isso que o torna uma criança tão especial e o trabalho tão gostoso, sem estresse, e é gratificante tanto para ele como para todas as pessoas da produção envolvidas.

Fashionini: Qual é a sensação ao ver um trabalho realizado? Como lidar com o assédio, exposição, cansaço...entre outras dificuldades?

Léia: Nossa, é uma emoção sem igual! Acelera o coração, as mãos ficam suadas, fico assistindo ou vendo repetidamente, e toda vez que passa na tv é aquela gritaria “Olha o Danny!” (risos). Sinto muito orgulho do meu pequeno, que as vezes tem que acordar bem cedinho, de madrugada ainda para os trabalhos e sempre mostra que esta disposto a tudo, mesmo quando está cansado. E sobre assédio (risos), não aconteceu ainda, creio que para essa estrada temos que trilhar muito.

Agora, vamos as nossas perguntinhas direto para a estrela dessa entrevista!

Fashionini: O que você quer ser quando crescer?

Danny: Quero ser piloto de avião e um ator bem famoso!

Fashionini: O que você mais gosta nos trabalhos, e o que menos gosta?

Danny: O que mais gosto é conversar e brincar! O que não gosto, é acordar bem cedo, de noite ainda... Mas depois que aparece o sol, é só divertimento!

Fashionini: Qual é seu ídolo? Pode ser mais de um!

Danny: Quero ser igual ao Toretto, do Velozes e Furiosos!

Fashionini: O que é moda para você?

Danny: Me sentir bem e descolado ;) Gosto de camiseta com camisa, para mim, isso já é moda.

Fashionini: Cor favorita?

Danny: Não tenho, gosto de todas, menos de amarelo, que é o uniforme da escola...

Agora, a parte emocionante, o último depoimento da mamãe coruja!

Léia: Posso dizer que durante este tempo da carreira do Danny aconteceram inúmeras coisas. Conhecemos vários estados do Brasil e suas culturas, e até nos proporcionou nossa primeira viagem internacional, a Buenos Aires, foi muito gratificante. E posso dizer com toda certeza: o começo foi muito difícil, muitas barreiras que tivemos que atravessar, mas Deus sempre coloca pessoas boas em nossos caminhos, fiz amizades para vida inteira, pessoas que guardo no meu coração, que sempre me deram conselhos quando pensava em desistir. Hoje quero aproveitar e dizer muito obrigada AMIGAS e FAMÍLIA, vocês fazem parte dessa história! Beijos e obrigado.

Obrigada a mamãe Léia e ao Danny, por essa entrevista tão linda!

Desejamos que o caminho de vocês seja cada vez mais gratificante e que o Danny realize todos os seus sonhos!

Um beijo,

Monique Paganini

 

Fotos: Polo Wear, VRKids, Joy, Jacris, C&A, Veja São Paulo, Tigor Tigre, PUC.

255

Cadastrar

VIDEO DA SEMANA

Conclua seu cadastro para comentar no site

Já possuo cadastro Continuar

Entrar com Facebook