Terça, 24 de dezembro de 2013 às 16:00

A História do Papai Noel

A História do Papai Noel

De onde veio o "Bom Velhinho"?

Tudo começou há muitos e muitos anos atrás, no século III, quando os romanos ainda dominavam grande parte da Europa.

Foi durante esses anos que a crença em Jesus Cristo foi se espalhando cada vez mais, e foi chegando a lugares mais distantes. Um homem, o turco Nicolau de Mira, se converteu a nova fé e foi encarcerado e sofreu muito na prisão por recursar-se a negar sua nova religião.

Com a ascensão de Constatino O Grande à Imperador, a perseguição aos cristãos sessou, já que o próprio Contantino também se converteu. A partir daí, Nicolau de Mira se juntou a Igreja.

Como conta a história, o já então Bispo, era muito conhecido pela caridade. Diz a lenda, que ele presenteava, anonimamente, os mais necessitados com pequenas sacolas de moedas de ouro. Dizia-se também, que o Bispo Nicolau era muito bom com as crianças, e sempre as ajudava e as curava quando estavam doentes.

Depois de muitos milagres atribuídos à ele, o Bispo foi nomeado santo, São Nicolau, e sua data de comemoração se tornou dia 6 de dezembro, dia de sua morte no ano de 342.

Com o passar dos séculos, a crença em São Nicolau cresceu muito na Europa, sendo considerado padroeiro da Rússia, Grécia e Noruega. Sua imagem como símbolo natalino em associação ao nascimento de Jesus Cristo (25 de dezembro) surgiu na Alemanha, e foi se espalhando pelo mundo. Mas antigamente, e até hoje em alguns países europeus, ele era e é retratado como um senhor de longas barbas brancas, mas de vestes e chapéu eclesiásticos. Sempre associado a imagem de “bom velhinho”, a imagem natalina acabou ganhando um pouco de peso, e passou a vestir roupas verdes ou marrons, e um gorro.

Mas em 1886, o ilustrador alemão Thomas Nast, que trabalhava no jornal americano Harper's Weekly renovou as vestes do já então “Santa Claus” (Papai Noel em inglês), mudando-as para as cores vermelho e branco, lançando essa imagem nesse mesmo ano através do jornal.

E acreditem, essa nova imagem do Papai Noel foi divulgada e aceita mundialmente pela publicidade da marca Coca-Cola. A marca, que já tinha os logos nas mesmas cores, pediu para o seu atual ilustrador, Haddon Sundblom, criar o seu próprio “Bom Velhinho” para as campanhas de Natal. A nova imagem do Papai Noel era tão encantadora que foi aceita e acabou virando parte de nossa cultura até hoje!

Mas, indiferente da imagem, o que importa mesmo no Natal é a mensagem que Jesus e São Nicolau deixou para nós: amor, caridade e respeito ao próximo.

Por isso, nessa véspera de Natal lembrem-se: o Natal não é sobre presentear, e sim sobre doar, principalmente se doar para o seu próximo. Foi esse o maior presente que nos foi deixado, o amor.

Feliz Natal!

255

Cadastrar
  • Isabel Bomfim da Silva

    adorei!

VIDEO DA SEMANA

Conclua seu cadastro para comentar no site

Já possuo cadastro Continuar

Entrar com Facebook